AGI - Artificial General Intelligence



Sobre a Inteligência Artificial Geral (AGI):


A possibilidade das máquinas conseguirem realizar todas as tarefas intelectuais que hoje só o ser humano consegue é chamada de Inteligência Artificial Geral (Artificial General Intelligence - AGI). É uma área de estudo que envolve a neurociência, computação, matemática, robótica, psicologia, filosofia, teoria dos sistemas, física e ciências cognitivas.

"The aim here is to explore the nature of human and machine intelligence.
The big picture of understanding the human mind and creating echoes of it in the machine.
That is one of our civilization's most challenging and exciting scientific journeys into the unknown."
(Lex Fridman, professor de Inteligência Artificial no MIT)

Motivação:

  1. Não existe nenhuma lei da física que nos impeça de criar um sistema artificial inteligente nem que restringa a inteligência a somente sistemas biológicos.
  2. É possível existir sistemas inteligentes: o cérebro humano e de animais são provas dessa existência.
  3. O estudo do funcionamento da inteligência biológica serve para criar modelos computacionais de redes neurais artificiais que são atualmente usados na inteligência artificial. As redes neurais artificiais foram criadas pelo trabalho conjunto de um neuroanatomista (Warren McCulloch) e um matemático (Walter Pitts), que em 1943 fizeram um modelo computacional do neurônio (paper "A Logical Calculus of Ideas Immanent in Nervous Activity"). Posteriormente outros pesquisadores de cérebro como Hebb (criador da Teoria do Aprendizado Hebbiano) e Rosenblatt (criador dos Perceptrons) contribuiram para evolução dos modelos de redes neurais artificiais com capacidade de aprendizado.
  4. Não é necessário reconstruir um modelo completo do cérebro humano para encontrar ou simular inteligência. Até animais com cérebros muito mais simples, como o C.elegans (verme de apenas 302 neurônios), possuem características básicas de inteligência, memória e aprendizado.
  5. Muitas pesquisas atuais na área de neurociências estão ajudando na evolução de algorítmos de inteligência artificial.
  6. Uma possível emergência de uma superinteligência é foco de estudo por muitos institutos e cientistas, pois causará impactos de grandes proporções na sociedade, trazendo esperança (e preocupação, para alguns).

"I have always been convinced that the only way to get artificial intelligence to work is to do the computation in a way similar to the human brain. That is the goal I have been pursuing."
Geoffrey Hinton
MIT - Curso de Inteligência Artificial - AGI
Curso:
agi.mit.edu (AGI - Artificial General Intelligence)


Venha tomar um café

Confira nossos endereços e venha nos visitar.

Será um prazer recebê-lo e mostrar o que nossa plataforma é capaz de fazer.

 

Espaço InovaBra Habitat
Avenida Angélica, 2529
4º andar
Bela Vista - São Paulo

Espaço Webforce
Av. República do Líbano, 331
Ibirapuera - São Paulo